quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Ah, os concursos!

Já fui "concurseira" de carteirinha!
Logo após minha graduação, fiz todos os concursos que abriram, para o Estado do RS e os mais diversos municípios. Sendo que, sempre fiquei entre as primeiras colocadas. Alguns fui nomeada, outros caducaram antes que isso acontecesse, muitos foram concursos "caça níqueis" para enganar a galera e assim por diante.
Tem épocas na vida da gente que tudo parece dar errado, a percepção é de que quando colocamos o pé na porta, alguém vem e fecha na cara da gente.
Depois de um tempo, todas as portas se abrem juntas, daí você fica maluca, porque tem que resolver com o que ficar, desistir de oportunidades que um dia foram sonhadas, arquitetadas, colocar tudo na balança e fazer escolhas.
Poxa vida, se antes entrávamos em crise por não sabermos o que ía ser, onde íamos parar, agora causa crise por tudo acontecer ao mesmo tempo.
Posso dizer que fiz escolhas certas, na hora certa...algumas delas exigiram muito, demais, para que eu não desistisse, outras foram prazerosas, realizadoras, enriquecedoras, positivas. Mas, não me arrependo de nenhuma, nem mesmo da experiência em São Pedro (desastrosa, 4 anos de probelmas, sem ver resultado, falando "grego", rsrsrsr...), acredito que foram degraus para hoje eu estar onde estou e gosto de onde estou.
Quando estamos na busca incansável por um lugar ao sol, não temos muita paciência e não é fácil tê-la.
Depois você olha para trás e quase nem acredita que passou pelo que passou.
Amigos, vocês jamais vão ter idéia pelo que já passei...talvez seja por isso que agora dou tanto valor ao lugar onde cheguei, que com certeza é bem melhor que o ponto de partida, rsrsrsrsr...
Muitos podem pensar que é pouco, mas, nesse momento me basta. Tenho certeza que se me entediar, perder a motivação ou o "tesão", terei coragem para desistir e recomeçar em outra querência. Sou como cigana, levanto os "trapos" e me vou, rsrsrsrrs...
Porque nessa vida, o que vale é ser feliz!
Ana Paula

Nenhum comentário:

Postar um comentário