segunda-feira, 11 de julho de 2011

Empurra , empurra...

Jogar o que é da minha responsabilidade "nas costas" de outro profissional considero total falta de comprometimento, até porque não dizer, respeito.
O que percebo, enquanto profissional da área da educação, é um legítimo empurra-empurra.
Poucas as pessoas tem o objetivo de resolver problemas, consideram mais fácil jogar a responsabilidade para outro profissional, por sua vez este joga para outro, que joga para outro, outro, outro...resumindo, quem perde é, única e exclusivamente, o aluno.
Os pais, por sua vez, jogam para a escola, a escola devolve o problema para os pais, que ficam como fantoches, percorrendo todos os recursos que uma rede oferece.
O que não percebem é que Todos tem papel fundamental e insubstituível na educação, desde o zelador da escola até o diretor, é claro, não substituindo o papel dos pais.
Enquanto ficarmos fingindo que ensinamos, o aluno ficará fingindo que aprende.
Se quisermos bons resultados teremos que nos arremangar, mostrar porque somos pagos e assumir de vez cada um a sua responsabilidade.
Se colocar no lugar do outro é sempre um exercício positivo.
Ana Paula

Nenhum comentário:

Postar um comentário